Discussão: Servidores nacionais ou internacionais?

Discussão: Servidores nacionais ou internacionais?

Inevitável é não dizer que a cada dia que se passa, o lançamento oficial de Tree of Savior fica mais próximo de se tornar uma realidade. Pensar sobre isso faz com que imediatamente imaginemos como funcionará o serviço do jogo nos demais servidores espalhados pelo globo e especialmente para nós brasileiros, assim que o jogo abrir as portas.

Um dos assuntos mais polêmicos (se não o mais polêmico) e recorrentes da comunidade que acompanha as novidades de Tree of Savior é a maneira que o jogo será disponibilizado para nós.

Esta, por sua vez, é uma discussão que de longe durará um bom tempo até o anúncio oficial de ToS em terras brasileiras. Claro que, por esse motivo, existem muitas preocupações e discussões abertas entre os futuros jogadores (a respeito de qual seria a melhor forma de termos o jogo), seja pelos diversos fóruns, grupos e páginas direcionados ao jogo. E é por essa situação que este artigo foi feito, para tentarmos ajudá-los com as discussões e clarear a mente de outros que podem não estar inteiramente por dentro do assunto.

ATENÇÃO: Essa postagem possui conteúdo extenso e requer alguns minutos de sua atenção, caro leitor. É de extrema importância para nós todas as opiniões que forem dadas a respeito deste artigo com base na leitura completa do mesmo.

discussãoPartindo para o foco principal, abordaremos nesse artigo possíveis vantagens e desvantagens de servidores nacionais e internacionais de MMO’s com base em pesquisas feitas pela nossa equipe, opiniões e experiência de jogadores e fatos desse tipo de mercado.

Agora façamos as seguintes perguntas: afinal, o que seria melhor? A IMC Games fechar contrato com uma publicadora brasileira ou publicar o jogo aqui independentemente? Qual seria a vantagem de se ter um servidor local? Quais seriam seus pontos positivos e os seus pontos negativos? É este o assunto que iremos discutir aqui.

Reunimos alguns tópicos que julgamos serem os principais quando comparamos as vantagens e as desvantagens para esses métodos de publicação. Convidamos vocês a lerem e refletirem um pouco sobre cada aspecto. Trabalharemos aqui com a hipótese de que o jogo viria por uma publicadora, abordando, dessa forma, as vantagens e desvantagens desta situação.

pinglagVantagens: Este tópico se refere a uma das principais reclamações por parte dos jogadores. O servidor local tem a vantagem de, geralmente, dispor de melhores respostas e valores mais baixos de Ping em relação a servidores internacionais, o que reduz problemas de LAG. Devemos lembrar que ToS tem uma jogabilidade semelhante a de um jogo de ação, sendo os movimentos do personagem controlados pelo teclado. Nada mais desagradável do que um longo tempo de resposta entre o pressionar de um botão e a ação do personagem, certo? Os jogadores de games do estilo MOBA também saberão o que queremos dizer aqui.

Desvantagens: Sinceramente, não é possível definir uma desvantagem sucinta nessa parte. São poucos os jogos que conseguem manter boa conexão e Ping baixo da mesma maneira que um servidor local consegue. Caso você tenha alguma experiência em que é vantagem acessar um servidor internacionalmente (no que diz respeito a Ping e LAG), compartilhe conosco!

suporteeidiomaVantagens: Sem dúvidas, arriscamos dizer que este é um dos pontos mais positivos no que diz respeito a “comunicação”, pois a publicadora é o veículo de comunicação entre o jogador e a desenvolvedora. Sabemos que muitos jogadores têm o domínio do inglês, mas estes não representam todo o público que um MMORPG abrange. Por isso, ter suporte em português faz toda a diferença para cobrir todos jogadores de modo que eles consigam se expressar e que sejam atendidos da melhor forma.

Desvantagens: As publicadoras brasileiras têm a má fama de falharem no suporte, sendo esta uma reclamação bem recorrente. Podemos dizer, por experiência nossa, que o suporte das publicadoras brasileiras tem melhorado, mas por questões burocráticas, tratar algum problema diretamente com a desenvolvedora poderia ser mais efetivo.

adaptacaoeculturaVantagens: Um jogador brasileiro pode ter dificuldades ao adentrar em um servidor internacional. Muitas pessoas não estão familiarizadas com a língua inglesa, tornando assim, um bloqueio para os jogadores que desejam jogar em grupo mas não encontram pessoas da mesma nacionalidade. Outro ponto importante a se ressaltar é a fidelidade da cultura que uma publicadora pode oferecer. Datas comemorativas aqui no Brasil podem fazer com que a publicadora promova eventos em conjunto com a desenvolvedora, de modo que o jogo se torne adaptado à nossa realidade.

Desvantagens: Não sabemos se poderíamos abordar isso como desvantagem, mas muitos jogadores se incomodam com a adaptação dos jogos, seja por questão do idioma ou de eventos comemorativos que os jogos dispõem em seu território de origem. Poderíamos fazer uma analogia aqui com os filmes dublados (ou melhor dizendo, adaptados) e legendados. Algumas pessoas preferem assistir ao filme com áudio original, e isso é incontestável.

cashVantagens: A aquisição de Cash é mais fácil quando organizada por uma publicadora. Existem diversas opções que facilitam este processo, como o pagamento em boletos e cartões com códigos produzidos pela empresa (sendo vendidos em bancas, mercados, etc).  Além disso, há o fato de que o valor do dólar muda com certa frequência. A exemplo, no momento em que este artigo é escrito, o dólar se encontra em R$3,23, o que limita o nosso poder de compra.

Desvantagens: Sabemos que alguns itens vendidos por Cash nos jogos aqui no Brasil acabam saindo mais caros em relação ao preço dos servidores internacionais. Vale ressaltar que esta variação de preço não ocorre por decisão da publicadora, e sim pela desenvolvedora (por questões de mercado e tudo o mais). Sendo assim, o jogador pode acabar sendo prejudicado por preços diferentes, que são algumas vezes mais altos, ao desejar obter algo da loja de Cash.

comunidadeVantagens: Mais uma vez a questão do idioma é um elemento primordial aqui. A comunidade não terá limitações nesse aspecto como é o caso de servidores internacionais, e todos poderão ter acesso a informações e a interação com outros jogadores. Além disso, jogadores brasileiros costumam sofrer xenofobia por inúmeros motivos no exterior, até mesmo pela má fama em jogos online que construímos.

Desvantagens: Publicar o jogo nacionalmente significa também restringir as pessoas que acessariam nosso servidor. Ou seja, ao passo que teríamos apenas brasileiros jogando, deixaríamos de interagir com outras pessoas ao redor do mundo. Por outro lado, e ainda como desvantagem, conviveríamos com os players tóxicos brasileiros que tanto reclamam lá fora. Porém, por mais que seja uma desvantagem, essa ocasião não foge muito da situação que estamos acostumados a ver em jogos online brasileiros. Talvez essa não seja uma desvantagem tão grande, comparado com talvez ter jogadores tóxicos brasileiros e de outros países juntos em um lugar só.

marketingVantagens: Há muito tempo sabemos que por mais que um MMO faça sucesso por si só entre a comunidade que o envolve na internet, para se tornar o jogo ainda mais conhecido, as publicadoras realmente não medem esforços ao fazer marketing para um MMO. Publicando nacionalmente, podemos ter certeza de que não deixaremos de ver camisetas, bonecos, CDs de instalação, revistas e até aparições em eventos, o que chama bastante a atenção de novos e dos atuais jogadores.

Desvantagens: Realmente, não conseguimos pensar em qualquer desvantagem no quesito marketing caso uma publicadora traga ToS para o Brasil. Se você souber alguma desvantagem não hesite em dizer!

conclusãoNós da equipe da ToSBR concluímos que é uma grande vantagem se publicar o jogo em áreas exclusivas, pois será uma melhor forma de acolher os jogadores baseados em sua cultura local. Ainda melhor com pontos cruciais que facilitariam a jogabilidade e imersão dos jogadores por conta de servidores locais e próximos. Desvantagens existem, mas isso difere a cada opinião pessoal. Hoje, na sociedade gamer que vivemos, muitos de nós já estamos acostumados com a comunidade que temos em volta, sabemos de seus problemas e sabemos como lidar com alguns.

Nós, que compomos a equipe Tree of Savior Brasil, também somos jogadores. Cada um de nós jogou inúmeros jogos online, fossem eles independentes ou publicados nacionalmente, tais como Ragnarok, Grand Chase, Elsword, Tibia, Fly For Fun, Wildstar, Eden Eternal, Taikodom, TERA, Lunia, etc.

Baseado não apenas em nossa experiência, mas também no que vemos pelas comunidades de games, fizemos este artigo sem a pretensão de parecer tendenciosos, ainda que consigamos concluir uma opinião em comum entre os membros da equipe.

Após essa leitura, recomendamos que reflitam a respeito do assunto e comentem na área de comentários aqui do site ou mesmo, no Facebook ou onde você estiver vendo esse artigo. Lembre-se de que sua opinião sincera é muito importante para nós. Comente com moderação!

Equipe ToSBR

Sobre admin

[fbcomments]

10 comentários

  1. Ah sendo servidor internacional ou brasileiro, eu jogaria tree of savior de qualquer maneira, aliás querendo ou não todo mundo vai ter que jogar o internacional, ou mesmo o Beta, se não quiser morrer de ansiedade rsrs, mas prefiro muito mais um servidor brasileiro. Joguei o Iro(servidor internacional de ragnaork), e puts, falar em inglês é chato pra cacete, eu não tinha aquela interação que eu tinha no Bro, não tinha aquelas conversas longas, se tinha era espanhol falando, e se fosse br(caso a party não fosse br, porque tinha party br claro), já era kikado da pt.

    Por isso entre outros motivos eu destaco a comunicação, ela é muito monótona em outros servidores, ou é eu que não vejo graça em gringo conversando mesmo, é muito melhor pra mim pelo menos, ter aquela interação com brasileiros. E o lag, enquanto gringo desliza no jogo(tibiano ta ligado nisso), tu anda meio travadão.

    Ah e claro se tu não fala inglês a ferradão huehue Vai ter um jogo mais chato ainda, com dificuldade de achar pt etc.

  2. Não me incomodo nem um pouco em falar em inglês mas sei que isso é um problema para a maioria dos brasileiros, o que me incomoda sem dúvida é a aquisição de cash. Nem todo mundo tem interesse ou dinheiro pra pagar cash, o que é injusto para com os outros players de situação mais humilde. Itens conseguidos apenas por cash são de existência ridícula e sem dúvida algo que não deveria existir – porém numa publicadora brasileira é quase certeza de que itens assim não existir. A Level Up todo mundo sabe que pra você ter uma vida legal lá é necessário pagar e caro. Até entendo que as empresas precisam lucrar, mas que fosse algo que não beneficiasse os jogadores que pagam, como itens cosméticos por exemplo.

    • Tenho pavor nisso que você citou, servidor internacional é difícil encontrar a galera br (fora o ping alto), mas quando encontra fica muito massa (basta interagir) 😉
      Aqui no Brasil, as publishers são muito gananciosas.

  3. no caso de marketing hj em dia não vejo jogos online participarem desse mercado eles fazem o marketing boca a boca em rede sociais no lançamento do ragnarok víamos muito em revistas(que foi como eu conheci o ragnarok) e comerciais na tv aberta e fechada. acho que dos itens citados o mais importante é o cash quem joga jogos da aeria e vê o problema com a supervalorização do dólar sabe que isso e muito importante apesar de muitas novidades sobre o jogo o ponto mais importante não foi mostrado que é o tipo de negocio que eles vão adotar se é f2p ou de mensalidade, acho que um sistema de mensalidade e skins seria o melhor ja que eles poderiam cobrar um valor mais baixo pela mensalidade e vender itens visuais como maneira de obter mais lucro gerando também um mercado in-game de revenda dos mesmos sem medo do jogo se transformar num p2w

  4. Qual a opinião de vocês se fosse trazido pela steam? Eu sou fã da steam, mas eu não sei como seria um MMORPG lá…

  5. Primeiramente o sonho: quem dera a Riot publicar o ToS no brasil, sem duvidar ia tirar a maioria das desvantagens ;((((( ( não custa sonhar né? u.u )

    Não á muito que discutir aqui sobre publicadora, a empresa que vai publicar é a lug sem duvida. Depois que ela viu a Riot trazendo o LoL e suas competições, ela abriu os olhos e percebeu a onde estava o publico que ela tinha perdido trazendo o Smite! e agora que ela sabe que esse mesmo publico esta esperando por ToS, com certeza ela vai fazer de tudo para publicar o jogo ( dinheiro não falta )

    Infelizmente, não temos outra melhor… as outras publicadores não passam de um espelho da lug.

    Até hoje no fórum do ragnarok da lug tem players reportam bots com muita esperança que a lug faça algo. ;s

  6. Olá a todos!
    Eu queria discutir alguns tópicos desse assunto. Mas antes, queria parabenizar a equipe TOS Brazil!! Vcs se
    dedicam tanto, fazem tudo com tanto carinho, não ligam quantas pessoas vão ler, ligam em fazer bem feito.
    Continuem tendo essa força que move vcs…. Com essa qualidade e vontade, vcs vão longe.

    Agora vamos conversar.. rsrsrs..
    O primeiro ponto, é que assim como Ragnarok, TOS é um MMO com foco na interação entre os jogadores! Ele foi feito para que haja uma “vida social” valorosa no jogo. Dito isso, temos em mente que a comunicação vai ser excencial. Nesse aspecto, é indiscutível que usar o Português seria o melhor.

    Blza, mas e como seria ter um servidor nacional? Aí vem o problema… e são tantos, que fica difícil enumerar, vou destacar os principais.

    – Atualizações: Provavelmente vamos estar algumas atualizações atrás…. Tudo aqui vai chegar por último, isso é muito ruim! Com os meios de comunicação tão acessíveis, ficamos meses babando o resto do mundo jogando uma versão, e a gente esperando…. Apenas empresas grandes e bem estruturadas que lançam a mesma atualização em todo mundo ao mesmo tempo, então nem tenham esperança nesse aspecto.

    – Adaptação e Cultura: Quando a distribuidora tem permissão para adaptar o jogo como desejar, surgem mais
    problemas. O jogo pode mudar seu estilo, principalmente na parte de Cash! Melhor exemplo disso é Ragnarok, que pra vc ser forte, precisa seguir esses 2 passos, 1-Instalar o jogo, 2-Abrir a carteira, e seja generoso! As
    distribuidoras geralmente tem uma prioridade bem nítida, Dinheiro! A dona do jogo, tem outros interesses, como fama, qualidade e durabilidade. Resumindo, seria bom que a distribuidora seguisse os modelos adotados nos outros países.

    – Qualidade do serviço: Quem joga LoL desde a época que era no server americano (ping de 160~200) sabe o quão melhor é hoje em dia (ping de 9~30). Mas….. Isso se for feito com qualidade, pq pegando o exemplo de Ragnarok de novo, o serviço era tão ruim, que qualquer server pirata, ou server oficial internacional, tinha menos lag!! Não adianta ter ping baixo, vc tem que ter estrutura para fornecer o serviço!! Colocar um servidor decente. Com istribuidora Nacional, a chance de termos uma infraestrutura ruim é altíssima. Resumindo, ter um serviço local, não garante qualidade no serviço.

    Eu sinceramente adoraria jogar TOS em português com ping baixo e sem lag, mas com base nas experiências que eu tive, acho mais seguro ser vinculado ao serviço americano. As chances de ter problemas de modo geral, seriam beeeem menores.

    Bom, essa é minha opnião… Mas de qualquer forma, do jeito que sair a gente joga..! hehehehe

    Um abraço a todos!

  7. Eu sou a favor de vir para o Brasil sim, mas não para a LUG é a pior empresa que existe, eu to numa guerra tremenda só para trocar o meu endereço de e-mail, eles não tem capacidade para administrar um jogo quanto mais varios jogos .. eu não quero que o ToS caia na mão da LUG só isso..

  8. O estilo de jogo , o publico alvo , estao todos relacionados a alguma coisa
    em geral e de fato , seria que uma empresa com competência admistrase
    o jogo no brasil assim como no Ragnarok o Bro fez sucesso por muitos e muitos anos
    seguindo o mesmo padrão da internacional mais sempre o member carisimo em relação
    aos gastos internacionais, acredito que para se manter de pé por anos o servidor se for brasileiro
    é facilitar a comunicação e se manter atualizado paralelo ao internacional assim ninguem fica para trás
    mas para isso terá de ter moral , ou uma empresa nova , ou uma conhecida mas que evite cometer erros
    ou seja, isso pode ser uma nova chance de corrigir os erros do passado para muitas empresas . Que Saia o Jogo , esperamos uma boa conexão , uma boa socialização de modo geral . e que nao façam cagada novamente.

    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*